08/11/2013 as 09h33 / Por (Lancenet)

Palmeiras perto de fechar patrocínio de até R$ 30 milhões para 2014

O Palmeiras está perto, enfim, de fechar um patrocinador master para estampar o espaço mais nobre do uniforme em 2014, no centenário. Após meses de negociações, a Caixa Econômica Federal, parceira do rival Corinthians e de outros clubes brasileiros, é a favorita para anunciar no uniforme do Verdão. Segundo pessoas próximas ao presidente Paulo Nobre, o acordo valeria de janeiro a dezembro do próximo ano e renderia entre R$ 25 milhões e R$ 30 milhões aos cofres do clube do Palestra Itália.

O desfecho está próximo de ser concretizado muito pela influência e contribuição de Gilberto Carvalho, ministro-chefe da Secretaria-Geral da presidenta Dilma Rousseff e um dos principais conselheiros de Luiz Inácio Lula da Silva, do qual foi chefe de gabinete durante oito anos. Palmeirense, Carvalho costuma falar do clube nos bastidores do Palácio do Planalto. Um perfil dele publicado pela revista "Piauí" em setembro de 2011 relata o ministro entoando o hino alviverde nos bastidores políticos da capital federal.

Para fechar o patrocínio com a Caixa, o Verdão planeja parcelar as suas dívidas fiscais. Com essa manobra, o clube obteria documento equivalente às Certidões Negativas de Débito, que avalizam parcerias com órgãos públicos. A Fiat, que já investiu no Palmeiras em anos anteriores, também negocia, mas sem tanto peso.

O Palmeiras está sem patrocinador master há seis meses. Entre janeiro de 2012 e maio deste ano, a Kia Motors injetou cerca de R$ 17 milhões no caixa palmeirense, mas optou por interromper a aplicação. Desde então, Paulo Nobre realiza tratativas para angariar receitas para o centenário, mas a pedida inicial assustou algumas empresas candidatas. Com base no ano que vem especial, o Verdão falava em cerca de R$ 35 milhões entre o meio deste ano e o fim de 2014. Sem sucesso.

Marcelo Giannubilo, diretor remunerado de marketing, é criticado por conselheiros pela demora em conseguir um investidor. O Palmeiras tem utilizado o espaço nobre na camisa para divulgar o programa de sócio-torcedor. A TIM, companhia de telefone celular, é a única patrocinadora até agora: paga R$ 2 milhões anuais para anunciar nos números.